Skip to content

Uma Jornada com o espírito missionário do Documento de Aparecida

27 marzo 2013

 

BRJ 3

Nesta semana, repercutiu por todo o país a notícia que o Papa Francisco pode visitar a cidade de Aparecida após a Jornada Mundial da Juventude. Nessas terras, ele já esteve no ano de 2007, quando participou, com cardeais do mundo inteiro, da V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e Caribenho e coordenou a equipe de redação do Documento de Aparecida, o documento que seria um marco na história da Igreja no caminho do discipulado e da missão.

O Documento de Aparecida destaca que “a Igreja está chamada a repensar profundamente e relançar com fidelidade e audácia sua missão nas novas circunstâncias latino-americanas e mundiais”. Então, segundo o documento, “trata-se de confirmar, renovar e revitalizar a novidade do Evangelho arraigada na nossa história, desde um encontro pessoal e comunitário com Jesus Cristo, que suscite discípulos e missionários” (cf. Introdução 11., página 37). Em seu discurso inaugural da V Conferência, o então Papa Bento XVI lembrou que “o continente latino-americano é chamado a ser discípulo e missionário de Jesus Cristo, o que envolve seguir-Lo, viver em intimidade com Ele, imitar Seu exemplo e dar testemunho” (cf. DISCURSO INAUGURAL DE SU SANTIDAD BENEDICTO XVI, 3., página 11).

“Todo batizado, como os Apóstolos, recebe de Cristo o mandamento da missão: ‘Ide por todo mundo e proclamai a Boa Nova a toda a criação. O que crê e é batizado, salvar-se-á’ (Mc 16, 15). Pois, ser discípulos e missionários de Jesus Cristo e buscar a vida ‘n’Ele’ supões estar profundamente enraizados n’Ele”, disse Bento XVI.

Agora, a Jornada Mundial da Juventude, que tem o tema “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (cf. Mt 28, 19) é uma oportunidade para os jovens colocarem em prática os ensinamento do Documento de Aparecida. De acordo com o bispo auxiliar da Arquidiocese do Rio e vice-presidente do Comitê Organizador Local da JMJ, Dom Paulo Cezar Costa, a JMJ Rio2013 será uma continuidade entre o que Bento XVI propôs e o que Papa Francisco propõe. “Bento XVI apontou para a juventude do Brasil, da América Latina e do mundo o caminho de Aparecida, o caminho do discipulado e do testemunho de Jesus Cristo. Como a Jornada é na América Latina e o Documento de Aparecida aponta nesta direção, ele propôs também o tema da missão para a JMJ. O Papa Francisco é alguém que conhece profundamente o documento, pois esteve no germe dele. E é agora o Papa que vai estar presente na Jornada Mundial da Juventude. Ele vai instigar os jovens a assumirem verdadeiramente o caminho do discipulado e da missão e vai enviar os jovens para o mundo inteiro para serem testemunhas de Jesus Cristo”, frisou.

http://www.rio2013.com

No comments yet

Lascia un commento

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...

%d blogger cliccano Mi Piace per questo: